Voluntariado

Erguer algo que fique, implementar ideias, melhorar o ambiente. Qualquer um pode ser voluntário: basta ter a capacidade de dar, aplicar os seus conhecimentos, ser curioso e estar atento para aprender com cada gesto. Gostar de estar na Natureza, sentir o frio e o calor, não temer a chuva nem a violência do vento….
Todos serão bem vindos: escolas, associações de defesa do ambiente, escuteiros, cidadãos individuais…
Não há idade mínima nem máxima para participar, possibilitando um variado leque de actividades para crianças, jovens ou adultos.
Algumas das acções que a Quercus leva a cabo e que estão abertas à participação de voluntários são:
- a recuperação de habitats raros ou ameaçados e a protecção de áreas sensíveis para a fauna e para a flora, em diversos locais locais;
- a promoção de acções de (re)florestação, a apanha de sementes, o cuidar de árvores, o trabalho no viveiro do ICNB na Malcata;
- a realização de acções de vigilância da floresta para prevenção de incêndios, durante os meses de Abril a Outubro;
- colaboração na recuperação de animais selvagens nos centros da Quercus, durante todo ano;
- a colaboração na inventariação das aves mortas pelas linhas eléctricas.

Para efectuares a tua inscrição como voluntário, envia um e-mail para o seguinte endereço: Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar activado para que possa visualizar o endereço de e-mail . Indica também os seguintes dados:

- nome completo
- contacto electrónico (um principal e, caso tenha, um alternativo)
- contacto telefónico (telemóvel e telefone fixo, se possível)
- distrito de residência
- possíveis interesses, hobbies e/ou formação em áreas relacionadas com o Ambiente (no caso de formação académica ou profissional nessas áreas, agradecemos o envio do Curriculum Vitae)

A partir desta base de dados nacional de voluntários inscritos, a Quercus compromete-se a enviar regularmente via e-mail informação sobre acções ou eventos de natureza interventiva a realizar-se no distrito onde o voluntário reside, para que este possa facilmente deslocar-se ao local e dar também o seu apoio.


A ideia é poderem dar o seu contributo como voluntários se a acção assim o justificar ou simplesmente participar como cidadãos interessados na defesa do ambiente.

Não é obrigatório ser sócio para se inscrever como voluntário.