Entrada ---ee--- Projectos ---ee--- Pegada Ecológica ---ee--- Custódia da Natureza ---ee--- Apoiar ---ee--- Contacto
Programa Antídoto PDF Imprimir

O uso de venenos é uma causa importante de extinções ou diminuições drásticas de algumas populações de animais selvagens. Os venenos são usados principalmente para controlar os predadores das espécies cinegéticas e pecuárias. Estas práticas são levadas a cabo por caçadores e gestores de zonas de caça, ou por criadores de gado respectivamente. As espécies-alvo são os cães e gatos assilvestrados, Lobos e mamíferos de pequeno e médio porte, como a Raposa (Vulpes vulpes) e o Sacarrabos (Herpestes ichneumon).



No entanto este acto, muitas vezes irreflectido tem impacto muito relevante sobre algumas espécies silvestres, com particular destaque para as aves de hábitos necrófagos. Estas espécies são susceptíveis a envenenamento primário quando ingerem iscos envenenados, mas também secundário quando se alimentam de aves e mamíferos envenenados acidental ou intencionalmente.

Para fazer frente a este problema, foi constituída uma plataforma de várias organizações públicas e privadas portuguesas, denominada Programa Antídoto – Portugal.

Esta iniciativa arrancou no nosso país em Março de 2004, após ter sido criada em Espanha em 1998 e os seus principais objectivos são conhecer os efeitos do uso ilegal de venenos, e estabelecer medidas para resolução de vários problemas que estão na sua origem.

Para mais informações:
www.antidoto-portugal.org