Linhas Eléctricas e Aves - Estudo do Impacto das linhas Eléctricas de Média e Alta Tensão PDF Imprimir

Um protocolo celebrado em 2003, entre as entidades EDP Distribuição, Instituto da Conservação da Natureza (ICN), Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA) e QUERCUS - Associação Nacional para a Conservação da Natureza, permitiu avaliar os impactes das linhas eléctricas de alta e média tensão sobre a avifauna em Portugal. A QUERCUS, através do Núcleo de Castelo Branco, e a Sociedade Portuguesa para o estudo das Aves (SPEA) iniciaram em Maio de 2003 o projecto “Estudo de impacto de linhas de média e alta tensão na avifauna em Portugal”. O estudo teve como objectivo determinar zonas criticas de impactos das linhas eléctricas sobre as aves, de modo a que se possam ser minimizados ou corrigidos, e foi realizado em colaboração com a EDP e com o Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade.



Concluiu-se que este foi um estudo importante, pois contribuiu para a caracterização dum conjunto de linhas na óptica da sua perigosidade para a Avifauna, através da realização de estudos de avaliação comportamental das aves face à presença das linhas. Para além das conclusões retiradas, e na sequência das mesmas foram adoptadas medidas conducentes à minimização dos impactes identificados através da implementação de determinadas normas na construção de linhas eléctricas de alta e média tensão, em áreas protegidas e Zonas de Protecção Especial para as Aves, assim como na montagem de equipamentos auxiliares diversos destinados a minimizar os riscos de interacção aves e rede eléctrica. Em suma, este projecto foi importante para a conservação de algumas espécies que se encontram em risco de extinção devido a colisões ou electrocussões nas linhas eléctricas, como a águia-perdigueira ou a águia de Bonelli.

Actualmente o projecto continua numa nova fase de execução.

Saiba mais em: www.quercus.pt/projectos/linhas-electricas-e-aves